Idosos aprendem como lidar com fake news

idosos maiores vítimas das fake news

Um estudo identificou que os usuários na faixa etária mais velha, acima dos 65 anos, compartilharam sete vezes mais artigos de portais de notícias falsas do que o grupo etário mais jovem (18 a 29 anos).

O artigo – assinado por Andrew Guess, da Universidade Princeton, e Jonathan Nagler e Joshua Tucker, da Universidade de Nova York (NYU), ambas nos EUA – foi publicado pela revista científica Science Advances, no ano passado.

Leia reportagem da BBC

Foi de olho nesse público – que cada vez mais acessa a internet – que a Universidade de São Paulo está lançando um O treinamento “Fake news: reconhecimento e atitudes para fazermos a diferença”


Clique aqui e acesse o conteúdo

O curso é oferecido pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, mas poderá ter participantes de todo o país.

As aulas serão ministradas em uma plataforma online e acontecerão de 2 de agosto a 3 de setembro, às terças e quintas-feiras, das 15 às 17 horas.

As vagas para o treinamento são limitadas, de modo que apenas 30 pessoas poderão participar. Os interessados em inscrever-se devem acessar o site do Sistema Apolo da USP até o dia 30 de julho. Caso o número de interessados seja maior que o de vagas, as matrículas seguirão a ordem de inscrição.

(* Com informações do Portal Comunique-se – Leia aqui)


Ouça o podcast para aposentados e pensionistas


Veja também na WebMilk

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *